11 de jan de 2010

Silencio


Bom...esse texto fiz a muito tempo, mas nunca postei aqui...já que minha "maré de criatividade'" está baixa, vou deixar esse pequeno texto pra vcs refletirem (;

"Eu lia sobre um homem chamado Bernie Krause que gravava sons da natureza para filmes e televisão. Ele disse que em 1968 para obter 1 hora de som natural limpo, sem aviões, sem carros, demorava 15 horas de gravação. E ele dizia que hoje para obter a mesma hora de som limpo, demoraria 2.000 horas de gravação. Isso me lembra a historia do grande profeta judeu Elias, que caminhou sem parar e chegou ao fim das suas forças. ele estava completamente estressado e acabado. Ele nem sabia se queria continuar quando Deus disse: Elias, suba a montanha pois eu vou aparece. E Elias sobe ao topo da montanha. E esse vento surge da montanha e sacode violentamente, Mas Deus não estava no vento. Depois há um terremoto, mas Deus não estava no terremoto. E esse incêndio maciço cobre a montanha, mas Deus não está nas chamas. E então aparece a pequena voz de Deus. Há uma grande discussão sobre o que é essa voz. Algumas pessoas acham que a palavra hebraica não se refere ao som que ouvimos com nossos ouvidos, como um ruído audível. Então alguns tradutores traduzem a frase como se Deus estivesse no som do puro silêncio. Deus não estava no vento. Deus não estava no terremoto. Deus não estava nas chamas. Deus estava no silêncio." - Rob Bell - Noise

quem quiser ver essa pregação inteira acesse:

é impressionante como o ser humano não suporta o silêncio...mas o que será que tanto tememos quando está tudo tão quieto?O que será que nos aflige?
é interessante pensar que jesus sempre se isolava no deserto pra orar...Jesus gostava de estar sozinho pra ter com o Pai um momento de intimidade...mas porque será que não aguentamos o fato de buscar a Deus apenas no silencio? será que temos medo de ouvi-lo? como podemos ouvir a Deus com tantos barulhos ao nosso redor?

Talvez estejamos procurando Deus nos lugares errados, talvez ele esteja querendo falar conosco no silencio.

0 comentários:

Postar um comentário